Trabalhar. É o que mais querem os inscritos nos cursos “Caminhos da Profissão” do Senai, na Praça CEU
Projeto chegou ao município atendendo cadastro de programas sociais
04/04/2019 Social

Em parceria com o SESI/SENAI de Pinhais, a Prefeitura de Campina Grande do Sul trouxe até o Centro de Artes e Esportes Unificados (Praça CEU), no Jardim Flórida, o ônibus  "Caminhos da Profissão". O equipamento disponibiliza cursos de capacitação profissional às pessoas cadastradas em programas sociais do município.

 

No veículo equipado com máquinas de costura e ar condicionado são ministradas aulas práticas e teóricas de Corte e Costura para duas turmas que totalizam 40 mulheres inscritas. O curso de Auxiliar Administrativo ocorre nas dependências do CEU e é direcionado a jovens à partir de 15 anos de idade.

 

Izabel dos Santos, coordenadora de Educação do SESI/SENAI de Pinhais, explica que a iniciativa de trazer até Campina Grande do Sul o ônibus com o projeto “Caminhos da Profissão” partiu da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Família e Cultura. Ela lembra que a matéria prima e o insumos para a realização dos cursos são fornecidos pela Prefeitura, enquanto que a capacitação profissional é oferecida pelo SESI/SENAI.

 

“O propósito é inserir as mulheres e os jovens no mercado de trabalho dando a eles a oportunidade de ter uma profissão”, salienta Izabel. Após a realização de cursos como estes o índice de empregabilidade ou de geração de renda por conta própria alcança 70% dos alunos, atesta a coordenadora de Educação do SESI/SENAI de Pinhais.

 

A primeira-dama e titular da pasta de Desenvolvimento Social, Família e Cultura, Fabiana Zanetti, chamou a atenção para a importância não apenas dos cursos, mas, sobretudo, pela instituição que os fornecem. “Quem está há mais tempo no mercado de trabalho sabe o peso que tem no currículo a presença de um curso realizado pelo SENAI. Agarrem esta oportunidade”,  acrescentou Fabiana.

 

O prefeito Bihl Zanetti falou do foco de sua gestão nas atividades de contraturno escolar e capacitação profissional. O desemprego, que é uma infeliz realidade nacional, segundo ele atinge também Campina Grande do Sul. Mas com a diferença de que aqui há a preocupação em qualificar mão de obra não apenas para buscar vagas de trabalho, mas também para empreender. “Estabelecer a ligação entre as pessoas e o mercado de trabalho também é obrigação do poder público” diz.

Em movimento

Odicleia e Braian Ambrosio, mãe e filho, representam na prática o desejo de muitas famílias que querem “sair do lugar”, mas que nem sempre possuem o embalo inicial necessário. E foi justamente este apoio que eles encontraram por meio do programa “Caminhos da Profissão”. Odicleia inscreveu-se no Curso de Corte e Costura enquanto o filho, Braian, parte em busca do primeiro emprego por meio do curso de Auxiliar Administrativo. “Estou há cinco anos desempregada. Agora sinto que posso voltar a fazer o que tanto gosto, que é trabalhar”, revela a moradora do bairro Eugênia Maria. Entusiasmado, Braian não vê a hora de conquistar sua chance de ingressar na vida profissional. “Cheguei aqui decidido a conseguir trabalho”, diz o jovem de 16 anos.