Com estrutura que se iguala a instituições particulares, CMEI Assis Bossardi é reinaugurado no Jardim Paulista
Pais presentes durante evento aprovaram novas instalações do espaço, agora mais amplo
09/03/2020 Educação Engenharia

Com capacidade para atender 140 crianças de 0 a 3 anos de idade - o que acontecerá gradativamente, respeitando prazo de até 45 dias, tempo necessário para contratação de novos educadores e considerando o processo de adaptação dos alunos ao novo espaço - o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Assis Bossardi, foi reinaugurado nesta quinta-feira (05).

 

Instalações modernas que incluem piso térmico com absorção de impacto, janelas com ventilação e iluminação natural, fraldário, solário, banheiros com acessibilidade, mobiliário específico, cozinha interligada ao refeitório e todos os espaços planejados e executados conforme o previsto pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). “Uma estrutura que não deixa nada a desejar para uma escola particular”, afirma a moradora do Jardim Paulista, Alana Rafaela da Silva, mãe da Alice, de um ano e oito meses.

 

A aprovação também veio do mestre de obras Cláudio Oliveira, pai de Gabriel, dois anos de idade. Segundo ele, que há 25 anos trabalha no ramo da construção civil, a qualidade do prédio que abriga o CMEI Assis Bossardi vai além do que os olhos podem ver. “A gente chega aqui e logo percebe que é um espaço preparado para receber as crianças de um jeito muito especial. Ficou excelente”, destaca Oliveira, também morador do Jardim Paulista.

 

De acordo com o prefeito Bihl Zanetti, a obra que teve um investimento de R$ 734 mil com recursos próprios do município, representa uma conquista importante para a educação da cidade. “Uma obra com qualidade e beleza, mas que principalmente reflete a preocupação da nossa gestão com o presente e com o futuro das crianças campinenses”, definiu o prefeito.

 

A obra, inaugurada em 2000, originalmente possuía espaço de 284 metros quadrados. Agora, além de receber reforma sobre a construção já existente, obteve a ampliação de 400 metros quadrados.

 

Assis Bossardi

 

Falecido em 1997, Assis Bossardi era natural do Rio Grande do Sul e mudou-se com sua família para Campina Grande do Sul em 1975. Durante o evento de reinauguração do CMEI que leva seu nome, o comerciante e criador de gado foi representado pelos filhos Alencar e Maria Elita Bossardi.

 

“Meu pai não abria mão de ter a família por perto. Hoje, vendo esta obra sendo reinaugurada, a comparação que faço é a seguinte: meu pai gostava de família reunida enquanto que aqui (no CMEI) as crianças permanecem por determinado período do dia justamente para que possam ter uma melhor convivência com seus pais, que em horário comercial trabalham”, avaliou Alencar Bossardi, que além de ser proprietário de um estabelecimento gastronômico que é referência em toda a região, é também considerado uma liderança formadora de opinião. Alencar Bossardi é Cidadão Honorário de Campina Grande do Sul e ex-vereador do município.

 

Na solenidade, estiveram presentes, além do prefeito Bihl Zanetti e primeira dama e secretária municipal de Desenvolvimento Social, Família e Cultura, Fabiana Zanetti, também Neiva Ledi Rocha de Souza Oliveira, secretária municipal de Educação e os demais secretários: André Santos, Alexandre Zolet, Odorico Bandeira de Lima Junior, Levi Camargo, Helton Colere, Sérgio Cavagni, além dos vereadores Ana Carolina Mascarenhas Ferreira, Cleverson Dalprá, Felipe Veiga, Lucas Sehnem, Renê Hennemann e Venicio Ferreira. Também se fizeram presentes durante a reinauguração do CMEI Assis Bossardi, padre José Messias Almeida Santos, pároco do Santuário Nossa Senhora de Fátima e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Quatro Barras e Campina Grande do Sul (QBCAMP), Jair Minatti.


Fotos: Diego Hathy