Campina tem primeiro óbito provocado por coronavírus

O quinto paciente detectado como portador de COVID-19, em Campina Grande do Sul, é a primeira vítima fatal em decorrência da doença. O homem de 84 anos de idade, morador do bairro Terra Boa, estava internado em estado grave há pouco mais de dez dias, no hospital Nossa Senhora do Rocio, na cidade de Campo Largo, local para onde por determinação do estado, são encaminhadas as pessoas com necessidade de internamento na Grande Curitiba, após detecção da doença.  


O paciente possuía problemas cardiorrespiratórios e possuía histórico de luta contra um câncer. Condições que, por serem pré-existentes, fazem com que as chances de letalidade do coronavírus sejam maiores. 


Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, logo após a constatação do caso, houve um trabalho imediato de identificação dos contatos realizados entre o homem e outras pessoas, as quais encontram-se ainda em isolamento. 


CASOS - A Prefeitura de Campina Grande do Sul oficializa até o momento a confirmação de cinco casos de COVID-19, sendo este último fatal. Há cerca de duas semanas, uma mulher de 57 anos, moradora no bairro Jardim Santa Rosa, testou positivo para a doença. Além dela, um casal e um homem, ambos moradores do Jardim Paulista, também tiveram a confirmação da doença.  


Com exceção do registro mais recente, em Campina Grande do Sul, três casos  progrediram e já alcançaram o estágio de completa recuperação, mediante acompanhamento constante da Vigilância em Saúde (VISA), departamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Apenas um caso – sob monitoramento da SMS - encontra-se em fase de observação, também em vias de restauração plena do estado de saúde da paciente. 

 

SERVIÇO – Para sanar dúvidas, obter mais informações e comunicar possíveis sintomas a respeito da COVID-19, a população de Campina Grande do Sul pode acessar o serviço prestado pela central de atendimento por telefone, no número: 3676-8160 ou via Whatsapp: 99122-8142.

Ver a notícia completa